terça-feira, 4 de agosto de 2015

Paysandu Campeão do Campeões!!!


Eterna gratidão aos jogadores: Marcão; Marcos, Gino, Sérgio, L. Fernando; Sandro, Rogerinho, Jóbson, Wélber; Jajá (Vânderson), Wandick (Albertinho) ,

Papão conhece hoje quem vai enfrentar na Copa do Brasil

A terça-feira não será apenas de definições com relação à parte técnica e tática do time do Paysandu. Há uma expectativa enorme relacionada ao sorteio que definirá os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil 2015. O evento será hoje, a partir das 11 horas, na sede da Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro. Além de saber quem enfrentará no mata-mata, os bicolores também vão saber a ordem dos confrontos, por meio da definição dos mandos de campo, que será um pouco mais tarde, programada para as 15 horas.
O Paysandu está no bloco B e, inevitavelmente, vai pegar um time do bloco A, composto somente por equipes da Primeira Divisão do Brasileirão e, portanto, do primeiro escalão do futebol nacional. São eles: Cruzeiro-MG, Corinthians-SP, Atlético-MG, São Paulo-SP, Internacional-RS, Fluminense-RJ, Flamengo-RJ e Grêmio-RS. Os torcedores bicolores podem acompanhar o sorteio pela CBF TV, acessando o link no site da entidade: www.cbf.com.br.
Grupos do sorteio
 BLOCO A - Cruzeiro - Corinthians - Atlético-MG - São Paulo - Internacional - Fluminense - Flamengo (3º no ranking) - Grêmio (4º no ranking)
 BLOCO B - Figueirense (21º) - Ituano (139º) - Santos (5º) - Coritiba (14º) - Palmeiras (13º) - Ceará (19º) - Vasco (12º) - Paysandu (34º) 
**Fonte JAmazonia

Candidato a homem-gol

Everaldo, recém-contratado pelo Papão, deve estrear na sexta-feira

A tendência de mudanças na equipe titular do Paysandu voltou a se confirmar no treino de ontem, realizado no estádio da Curuzu. Ficou claro que o treinador Dado Cavalcanti está inclinado a fazer, pelo menos, uma alteração pontual, que será no comando de ataque, já visando ao jogo contra o Luverdense-MT, na próxima sexta-feira, dia 07. O recém-contratado Everaldo ganhou uma das 11 vagas do time principal, treinando ao lado de Welinton Júnior e Misael. O candidato a titular e a homem-gol bicolor ainda não teve o seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, mas a situação deve ser regularizada já nas próximas horas.
Por sinal, Everaldo ainda vive um processo de adaptação ao clube e à cidade e, inclusive, não se sentiu bem depois da atividade realizada sob temperatura elevada. Estava escalado para o que seria a sua primeira entrevista oficial, depois de ser contratado junto ao Figueirense-SC no início da semana passada. No entanto, o atacante, por meio da assessoria de imprensa do clube, pediu a compreensão dos repórteres em função do imprevisto. Dentro de campo, porém, o atacante deu a impressão de estar plenamente adaptado. Em um passe em profundidade de Carlos Alberto, o atacante deu um toque por cima, encobriu o goleiro Ivan, marcando um dos gols do mini coletivo, que teve duração de aproximadamente 40 minutos. A movimentação ainda teve outro lance bem-sucedido, com um gol marcado por Betinho, outro atacante integrado ao grupo há poucos dias, vindo do Santa Cruz-PE.    
Outra novidade na equipe principal foi a utilização do zagueiro Pablo no miolo de zaga. A opção não foi técnica. Os zagueiros Fernando Lombardi e Gualberto estão entregues ao departamento médico, ambos sentem dores musculares, e ainda não há um posicionamento específico sobre os dois casos. No decorrer do treinamento, o lateral Yago Pikachu sentiu um baque no tornozelo direito, depois de sofrer com um impacto de uma bolada. Aparentemente, não será problema. Acabou substituído por Luis Felipe, porém, no restante da programação. Leandro Cearense, aliás, foi sacado da equipe. Treinou no time de baixo durante toda a atividade. As mudanças serão (ou não) confirmadas no treino de hoje, a partir das 9 horas, no estádio Mangueirão.  
O time titular no treino de ontem formou com: Emerson, Yago Pikachu, Pablo, Thiago Martins e João Lucas; Fahel, Ricardo Capanema e Carlos Alberto; Welinton Júnior, Misael e Everaldo.
**Fonte JAmazonia

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Papão busca o homem-gol

Do grupo que ronda o G-4, Paysandu é o menos efetivo no ataque: 18 tentos em 16 partidas

Na Curuzu, a posição de homem gol está vaga. Os números provam a afirmação. Das equipes que lutam na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro da Série B, o Paysandu é o que menos marcou gols. É preocupante. Em 16 jogos disputados, apenas 18 gols foram assinalados, média só um pouco superior a um tento por partida. A lógica indica que este número precisa melhorar, sob pena de comprometer o objetivo do clube de integrar o G-4 do nacional. Depois de ceder um empate, em casa, para o Mogi Mirim-SP, na sexta-feira (31), o Papão é o sexto colocado da competição, ostentando 27 pontos, apenas um a menos que o quarto colocado, o América-MG.    
A evolução do setor de ataque bicolor tem novas esperanças, entre elas, os atacantes Everaldo e Betinho, recém-contratados junto a Figueirense-SC e Santa Cruz-PE, respectivamente. Ambos ainda não estrearam com a camisa bicolor e foram opções do mercado para a frustrante passagem do caveirão Souza no comando de ataque alviceleste. Souza marcou um mísero gol na Curuzu, ainda pelo Campeonato Paraense. Não aguentou a pressão imposta e, em comum acordo com a diretoria de futebol, desligou-se do clube.
O treinador Dado Cavalcanti, cuja metodologia de trabalho passa por evitar críticas públicas, também crê na esperança de que os novos bicolores acrescentem mais qualidade ao setor. “Agora temos mais opções com a chegada do Everaldo e do Valdívia. Já o Betinho, vamos esperar um pouco mais, pelo tempo inativo que teve depois do Campeonato Pernambucano”, ressaltou.
Atualmente, somado todos os tentos dos atacantes do Paysandu, o número atinge apenas seis gols. Nas estatísticas, apenas 33% das jogadas que terminaram em gol foram concluídas pelos atacantes. Leandro Cearense desponta com três gols, um a mais que Welinton Júnior, que se tornou titular recentemente e marcou duas vezes contra o América-MG. Aylon, que vem sendo utilizado, só marcou uma vez. Misael, mais utilizado, além de Léo Melo, que estreou sexta-feira (31), contra o Mogi, são outras alternativas para pôr fim aos dados negativos. 
**Fonte JAmazonia

domingo, 2 de agosto de 2015

Papão ampliará a Curuzu

Clube alviceleste também vai adquirir novo ônibus. É o que garante o presidente Alberto Maia.

Enquanto briga para se posicionar entre os quatro primeiros do Brasileirão da Série B e segue vivo na Copa do Brasil, o Paysandu tenta avançar no setor administrativo do clube, projetando voos ainda maiores. E aparentemente, o mês de agosto trará benefícios estruturais para o clube, conforme anunciou o presidente do Paysandu, Alberto Maia. 
Maia já havia anunciado o interesse na ampliação do Estádio da Curuzu, precisamente do lance de arquibancadas da Travessa do Chaco. Além disso, a previsão é que o clube adquira um ônibus moderno e zero quilômetro, que será destinado ao elenco profissional.
Com relação à ampliação da Curuzu, o presidente reafirmou o desejo de iniciar as obras nos próximos dias. A capacidade de público do estádio bicolor é de 16,2 mil pessoas. A adequação elevará a um número de aproximadamente 20 mil.  
Os recursos para a reforma estão estimados em R$ 2,5 milhões, e amparados em uma ação entre amigos que sorteará um carro importado de alta performance. O veículo está exposto na sede social do Paysandu há mais de um mês. Estarão à disposição 2.500 cartelas, custando mil reais cada. 
A ideia da cúpula bicolor é promover um evento para agregar o torcedor que estiver interessado em adquirir a cartela. Na festa de confraternização, será esclarecido que o torcedor terá o seu nome gravado na nova arquibancada, e também será eleita a nova musa do clube. 
A respeito do ônibus, não há uma data específica prevista para a entrega. Mas já há uma previsão próxima. “O ônibus já está encomendado. Nós só estamos aguardando outras questões para que a gente possa efetuar o pagamento”, explicou Alberto Maia, continuando. “Estamos esperando também a data de entrega deste veículo. A nossa ideia é que este ônibus esteja conosco entre os meses de agosto e setembro”, estimou. O nome do veículo será escolhido por torcedores, por meio de votação no site oficial. “O Lobo da Curuzu está chegando”, disse.
**Fonte JAmazonia

À espera de reforços, Dado terá de esperar para ver Betinho

Paysandu tenta a contratação de um volante e dois meias. Atacante recém contratado ainda não pode jogar

Depois da estreia do meia Valdívia no empate em 1 a 1 com o Mogi Mirim, o Paysandu já deverá ter também o atacante Everaldo na próxima rodada, contra o Luverdense (MT). Por outro lado, Betinho deve demorar para vestir azul e branco pelo Papão.
A informação foi divulgada pelo próprio técnico Dado Cavalcanti, que explicou que o atacante marcado por ter feito o gol do título do Palmeiras na Copa do Brasil de 2012 não está 100% fisica e tecnicamente.
"O Betinho passou um período de inatividade após o estadual e vai precisar de um tempo para se recondicionar. Sabemos que, enquanto todo mundo está na 'ponta dos cascos' nesta Série B, o Betinho vai começar do zero. Ele vai precisar aprimorar a questão física e até técnica, porque é uma pressão grande defender esta camisa do Paysandu", falou após confirmar que Everaldo está pronto para jogar.
Além disso, a comissão técnica bicolor ainda aguarda as contratações de, ao menos, três atletas. 'Estamos precisando qualificar alguns setores e estamos esperando um volante e dois meias', disse Dado.
Na posição de volante, o time teve a saída de Fernando Aguiar, ficando com Ricardo Capanema, Fahel, Augusto Recife, Jhonnatan e Gilson disponíveis. Já entre os meias, a concorrência é mesma, com Carlos Alberto, Carlinhos, Edinho, Djalma e Valdívia.
**Fonte Portal ORMNews

sábado, 1 de agosto de 2015

Ficha Tecnica: Paysandu-PA 1X1 Mogi Mirim-SP


Paysandu-PA 1X1 Mogi Mirim-SP
Campeonato Brasileiro
Serie B -  16ª Rodada

Local: Mangueirão
Renda: R$ 266.500,00
Publico: 20.456

Arbitro: Antônio Dib Morais de Sousa (PI)
Auxiliares: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Ubiratan Bruno Viana (RN)
Cartão Amarelo: Ricardo Capanema, Fahel e Edinho (PSC); Roberto Camilo (MOG)
Cartão Vermelho: Fábio Sanches (MOG)
Gols: Fahel (8'/1ºT-PSC); Franco (13'/1ºT-MOG)

PAYSANDU

Emerson; Yago Pikachu, Thiago Martins, Fernando Lombardi e João Lucas; Ricardo Capanema, Fahel e Carlos Alberto (Valdívia); Misael (Aylon), Welinton Junior e Leandro Cearense (Edinho). 
Técnico: Dado Cavalcanti

MOGI MIRIM
Daniel; Edson Ratinho, Fábio Sanches, Renato Camilo e Luan (Léo); Magal, Hygor, Serginho e Franco; Geovane (Elvis) e Rivaldinho (Ortigoza). 
Técnico: Sergio Guedes

Dois pontos perdidos

Papão perde a chance de voltar ao G-4 e cai uma posição na tabela da Série B

Frustrante. A julgar o nível de produção do Paysandu, principalmente, no segundo tempo, a vitória seria perfeitamente cabível. No entanto, o Mogi Mirim-SP se defendeu bem, com seriedade, arrancando um empate por 1 a 1, com todos os gols no primeiro tempo. Fahel marcou para o Papão e Franco fez o gol de empate, praticamente, na sequência. A partida foi válida pela décima sexta rodada, realizada no estádio Mangueirão, e terminou com o Papão caindo uma posição, estabelecendo-se na sexta colocação. O Mogi, embora em uma campanha de recuperação, segue na penúltima colocação do campeonato. O Paysandu, de fato, não ganhou um ponto. Perdeu dois. A equipe voltará a campo na próxima sexta-feira, dia 07, para encarar o Luverdense-MT, fora de casa.     
Dois gols rápidos marcaram o início do confronto. Aos oito minutos, Pikachu cruzou e Fahel desviou para o gol, tirando do alcance do goleiro. No entanto, a vantagem bicolor durou exatos cinco minutos. Um apagão da zaga bicolor acabou com Franco, na cara do gol. A finalização foi à queima-roupa, o goleiro Emerson ainda resvalou na bola, mas não evitou o tento. O empate veloz facilitou o plano do time de Sérgio Guedes, claramente posicionado com 11 atrás da linha da bola. E quando a recuperava, explorava Serginho e Rivaldinho, jogadores velozes.
Já o Papão tentava ser paciente, não caia na pilha da torcida e controlava a posse de bola para encontrar um espaço. Welinton Jr. e Pikachu formaram uma dobradinha interessante, no entanto, o último passe não saia. Faltava eficiência. Bem marcado, os atacantes bicolores tiveram pouco êxito. Tanto que um chute perigoso veio do volante Ricardo Capanema já aos 33 minutos. Dois minutos depois, Pikachu lançou na área e Thiago Martins desviou, no entanto, a bola foi alta demais. O Mogi também conseguia jogar, sobretudo, nas costas de Pikachu. Geovane passou pelo lateral bicolor e bateu cruzado. Emerson rebateu. Segundos depois, Franco foi travado, já dentro da área, por João Lucas. A resposta alviceleste veio em uma cabeçada de Leandro Cearense. O goleiro do Sapo, Daniel, foi buscar. Na sequência, Fernando Lombardi ainda desperdiçou lance em cabeçada frontal.    
Segundo Tempo - Com dois minutos, um gol de Welinton Júnior foi anulado. O atacante estava impedido, alegou a arbitragem. O gol, embora ilegal, confirmou a tendência bicolor de imprensar o adversário. Foi a tônica de todo o segundo tempo. Escanteios, bolas paradas e chutes de fora da área marcaram a blitz. O Mogi ficou acuado, sem saída de bola e só se defendia. Fazia isso com eficiência. Fábio Sanchez, jogando sério, destacava-se.
Dado Cavalcanti pôs o estreante Valdívia, tirando Carlos Alberto. A equipe ganhou fôlego. Em bola pelo alto, Capanema, de dentro da área, perdeu chance de gol. Capanema bateu, de novo, dessa vez, de fora da área. Leandro Cearense ainda cabecearia uma bola na primeira trave, para fora. Yago Pikachu teve uma oportunidade, de bola parada, na entrada da área. Mas o chute foi alto. Nos demais momentos, o Papão pressionou, mas não teve sucesso. A torcida não vaiou, mas saiu com a sensação de que poderia ser bem melhor.
**Fonte JAmazonia

Em jogo movimentado, Papão e Mogi empatam no Mangueirão

Muita correria, muitos lances de gol e um empate em 1 a 1. Este foi o saldo do confronto entre Paysandu e Mogi Mirim, pela 16ª rodada da Série B do campeonato brasileiro. O jogo aconteceu na noite desta sexta-feira (31), no Mangueirão, em Belém.
Os gols foram marcados no início do jogo. Aos oito minutos, Yago Pikachu cobrou o escanteio na área. Thiago Martins desviou e Fahel chegou de cabeça para jogar a bola para a rede.
O empate do Mogi veio cinco minutos depois, em cruzamento de Luan que encontrou Franco. O camisa 10 dominou sozinho e marcou.
Com o resultado, o Papão desceu da quinta para a sétima colocação, com 27 pontos, enquanto que o Mogi permanece na vice-lanterna da Segundona, com 14 pontos.
Na próxima rodada, o Papão vai a Lucas do Rio Verde para enfrentar o Luverdense (MT), às 20h30 da sexta-feira (7), no Passos das Emas. Já o Sapo receberá o ABC, às 21h do sábado (8), no Romildo Ferreira, em Mogi Mirim.
1º tempo: gols e jogo acelerado - Abertos e ofensivos. Foram assim os primeiros 45 minutos do jogo. O Paysandu, por ser o dono da casa, tomou as iniciativas, voltando a apostar nas subidas de Yago Pikachu pela direita. Em uma delas, o camisa 2 chegou a entrar na área e chutar forte, mas teve o arremate travado pelo ex-bicolor, Fábio Sanches.
O gol aconteceu cedo. Aos oito minutos, Welinton Junior saiu pela ponta e conseguiu o escanteio. Yago Pikachu cobrou na área. Thiago Martins chegou a desviar e Fahel jogou a redonda para a rede.
A torcida bicolor inflamou no Mangueirão ao lembrar o clima vivido em 2014, quando o Bicola venceu o mesmo Mogi por 4 a 1, mas, aos 13, Serginho recebeu na esquerda e fez um belo lançamento para Luan. O camisa 6 chegou à linha de fundo e cruzou na medida para Franco, sem marcação, empatar a partida.
A igualdade no placar fez com que o equilíbrio voltasse a imperar na partida. As equipes voltaram a se estudar em campo e os lances perigosos só voltaram a acontecer próximo do fim. Aos 39, 
Geovane encontrou Franco, que abriu para Edson Ratinho. O lateral direito resolveu inverter para o canhoto Luan, que dominou do outro lado do campo, puxou para a diagonal e soltou o chute de direita. Emerson espalmou pela linha de fundo.
O Sapo voltou a aprontar e chegou com Franco. O jogador que ficou com a camisa 10 do machucado Rivaldo recebeu e tocou para Rivaldinho entrar na área, dar um drible 'seco' em Thiago Martins e chutar. João Lucas apareceu 'de carrinho', no momento exato, e cortou pela linha de fundo.
A resposta bicolor aconteceu dois minutos depois. Misael recebeu na esquerda e soltou para João Lucas, que cruzou na cabeça de Leandro Cearense. O centroavante alviazul testou no cantinho e viu Daniel mostrar elasticidade para salvar.
As 45, Ricardo Capanema recebeu na esquerda e jogou para Misael cruzar na área. Welinton Junior, da marca do pênalti, cabeceou sozinho no centro do gol. Daniel, bem colocado, defendeu tranquilamente.
2º tempo: jogo acelerado e nada de gols - Enquanto Sergio Guedes promoveu mudanças na equipe, Dado Cavalcanti manteve o mesmo time para a etapa complementar e quase foi coroado logo aos três minutos. Welinton Junior recebeu lançamento na área. Sozinho, ele dominou no peito, tentou um voleio e 'furou', mas se redimiu e chutou a bola para a rede. Gol anulado sob alegação de impedimento. 
Aos sete minutos, Welinton Junior quase foi 'recompensado' pelo destino. O atacante recebeu na ponta direita e chutou cruzado. A bola desviou na zaga e quase encobriu o goleiro Daniel. Na cobrança do escanteio, a zaga tirou e Ricardo Capanema pegou a sobra. O camisa 5 caracterizado pela marcação e pouca presença no ataque, soltou um chutaço que obrigou Daniel a fazer uma grande defesa.
O Paysandu seguiu tentando o gol em jogadas de bola parada, com levantamentos na área. As chances apareceram, mas as finalizações foram pela linha de fundo. Até que, aos 35, Pikachu cobrou na cabeça de Aylon, que ficu sozinho para cabecear, mas desviou levemente a trajetória da bola e perdeu a oportunidade.
Aos 41 minutos, Edson Ratinho recebeu a bola na direita. Ele tentou recuar para Fábio Sanches, que errou o domínio e viu a redonda sobrar limpa para o estreante da noite, Valdívia. O zagueiro fez a falta na meia lua da grande área e foi expulso. Yago Pikachu cobrou com categoria e jogou muito perto do ângulo esquerdo de Daniel.
Até o final do jogo, o Papão pressionou o Sapo, mas, sem organização e tranquilidade, ficou mesmo no empate.
**Fonte Portal ORMNews

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Ficha do Jogo: Paysandu-PA X Mogi Mirim-SP


Paysandu-PA X Mogi Mirim-SP
Campeonato Brasileiro
Serie B -  16ª Rodada

Local: Mangueirão
Data: 31/07
Hora: 21:30
Ingressos: R$20 e R$40

Arbitro: Antônio Dib Morais de Sousa (PI)
Auxiliares: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Ubiratan Bruno Viana (RN)

PAYSANDU
Emerson, Pikachu, Fernando Lombardi, Gualberto e João Lucas, Ricardo Capanema, Fahel, Carlos Alberto, Wellington Júnior, Leandro Cearense e Misael.
Técnico: Dado Cavalcanti

MOGI MIRIM
Daniel, Edson Ratinho, Fábio Sanches, Renato Camilo e Luan, Magal, Hygor, Serginho, Élvis, Geovane e Rivaldo Junior.
Técnico: Sérgio Soares