domingo, 26 de abril de 2015

Ficha do Jogo: Paysandu X Clube do Remo


Paysansu X Clube do Remo
Campeonato Paraense 2015
Final do 2º Turno - Taça Açaí

Local: Estádio Mangueirão, Belém
Data: 26.05
Hora: 16h
Ingressos: Arquibancada R$ 40,00; Cadeiras R$ 80,00

Arbitro: Luiz Flávio de Oliveira-FIFA -SP
Auxiliares: Marcelo Van Gassi-SP e Emerson Augusto de Carvalho-SP

Paysandu
Émerson; Pikachu, W Alves, Marquinhos e Romário (Djalma); R. Capanema, A. Recife, Jonathan (Radamés) e Carlinhos; Aylon e Souza.
Técnico: Dado Cavalcanti

Clube do Remo
Fabiano; Ilaílson, Max, Igor João e Alex Ruan; Ameixa, Dadá, Ratinho e Eduardo Ramos; Bismarck e Rafael Paty.
Técnico: Cacaio


Focado, Pikachu quer ajudar o Papão na final

A eliminação na Copa Verde foi sentida por jogadores e torcedores do Paysandu, principalmente pelo lateral direito Yago Pikachu, que cumpriu suspensão no último clássico, pela semifinal da Copa Verde e agora, o jogador terá a chance de jogar contra o maior rival, pelo Parazão e diante do Remo, o alerta está ligado entre os bicolores.
“É o jogo da nossa vida, o mais importante da temporada porque caso a gente perca o título, o clube só volta a jogar no Brasileirão e não queremos passar por isso. Vamos entrar em campo focado e buscar o título, para decidir o Parazão contra o Independente”, disse o jogador.
Para Pikachu, a tranquilidade deve estar em campo com os bicolores, pois poderá ser um fator decisivo e que poderá levar o time à vitória, contra o Remo. “Sabemos que o clássico não é um jogo fácil, é complicado, mas tem que ter tranquilidade em campo para sair com a vitória”, revelou.
O clássico entre Remo x Paysandu será neste domingo (26), às 16h, no estádio Mangueirão, em Belém, pela final da Taça Estado do Pará.
**Fonte Portal DOL

A hora da volta por cima

Bicolores querem ir, na decisão do turno, à forra pela derrota que desclassificou o time da Copa Verde

Em 2015, o retrospecto do Paysandu contra o arquirrival é somente irregular. Em um total de quatro jogos, válidos por três competições Copa Amazônia, Campeonato Paraense e Copa Verde, o Papão atingiu 46% dos pontos disputados, fruto de duas vitórias, um empate e uma derrota. A queda, no entanto, foi a mais dolorida. O Paysandu perdeu para o Remo e acabou sendo alijado da Copa Verde, ainda nas semifinais. A competição tinha um quê de prioridade na Curuzu.   
O novo encontro contra os azulinos é uma oportunidade única de dar a volta por cima. “O torcedor sim está engasgado, mas o atleta não pode ficar com esse tipo de sentimento. Precisamos continuar trabalhando, para fazer um bom trabalho domingo e sair com a vitória”, disse o zagueiro Marquinhos.  Mais experiente, o meia Radamés acredita que cada jogo contra o rival tem uma história singular, e é impossível estabelecer qualquer tipo de comparação. “Clássico é sempre muito diferente. É um jogo atípico. Não podemos esperar que o próximo clássico seja igual ao anterior. Será mais um jogo difícil. É decisão”, disse Radamés.
Para o volante bicolor, o caráter decisivo da partida trará um aspecto de tensão para o embate. “É um jogo de vida ou morte para eles. Para nós, é o jogo mais importante do semestre. Pode salvar esse semestre se conquistarmos o título. Estamos preparados para que as coisas deem certo para o nosso lado”, ressaltou, continuando. “O nosso respeito não se deve só ao Remo, mas a todos os profissionais que vamos enfrentar, independente da situação que a equipe adversária se encontra”. O respeito traz à tona o assunto favoritismo. “O Remo cresceu de produção e vem de vitórias. Na atual circunstância, o Remo é favorito. Para nós, a decisão vale muito, é um título, há muita coisa envolvida. O jogador gosta de campo bom, bola boa, casa cheia. Isso motiva.”
**Fonte JAmazonia

sábado, 25 de abril de 2015

Dado faz mistério sobre escalação do time

Há poucos indicativos de como o treinador do Paysandu, Dado Cavalcanti, vai armar a equipe para o jogo decisivo, contra o Remo, amanhã, no estádio Mangueirão. Da partida, sairá o campeão da Taça Estado do Pará, o segundo turno do Campeonato Paraense, e adversário do Independente de Tucuruí na grande final do estadual. A tendência é que a comissão técnica esboce uma definição apenas no treino de hoje, na Curuzu. A imprensa só terá acesso à movimentação a partir das 10 horas.
Até agora, dos 11 titulares, apenas seis estão garantidos no time principal, caso do goleiro Emerson, do lateral direito Yago Pikachu, dos zagueiros Marquinhos e William Alves, além do volante Augusto Recife e do meia Jhonnatan. Nas demais posições, há um enorme ponto de interrogação. A começar pela lateral esquerda.  
Aparentando ter um sério déficit, Marlon abre sério espaço para a concorrência. O problema é que não há um reserva à altura para o setor. Romário seria a opção imediata, e tem dado uma dinâmica para o corredor canhoto, utilizando marcação forte e apoio constante ao ataque. Porém, Romário tem falhado em momentos chaves. Nos últimos clássicos contra o Remo, envolveu-se em um lance de um pênalti, embora polêmico. Depois, bobeou no momento em que os bicolores cederam a posse de bola para o segundo gol azulino, já no último choque entre os clubes.
O problema é tão sério que a comissão técnica bicolor chegou a testar o garoto Caio Ribeiro, em um jogo chave, contra o Parauapebas. O seu desempenho foi só razoável, entretanto, prejudicado pelo nervosismo. Foi a segunda vez que Caio ganhou chances na era Dado Cavalcanti. A primeira foi em uma partida da Copa Verde, frente ao Nacional, e o lateral teve azar ao se machucar nos primeiros minutos do confronto.     
Na meia cancha, Augusto Recife e Jhonnatan são os donos de duas das quatro vagas. Na movimentação de ontem, Jhonnatan treinou apenas a parte física, e há uma expectativa que ele participe normalmente da movimentação de logo mais. Nas outras posições, Ricardo Capanema disputa a condição de titular com Radamés. Como o remista Eduardo Ramos vai jogar, e voltou a apresentar bom futebol, Capanema pode voltar a fazer uma marcação individual em cima do camisa 10 azulino, tornando-se o favorito para a conquistar a vaga.
Mais à frente, está indefinido quem será o principal articulador da equipe. Djalma, um jogador voluntarioso e rápido, já demonstrou que não tem as características mais apropriadas para desempenhar a função. No elenco, considerando a contusão de Rogerinho, as opções são dos apoiadores Carlinhos e Leandro Canhoto. O primeiro tem atuado mais, o que o torna favorito. Dado Cavalcanti, inclusive, considera que Canhoto atua numa posição mais recuada.  
No ataque, há três concorrentes disputando duas vagas. Leandro Carvalho, Aylon e Souza fazem parte do leque de alternativas da comissão técnica. Carvalho, no entanto, deve ser opção para o segundo tempo. O mais provável é que a dupla seja formada por Aylon e Souza. O velocista Érico Jr corre por fora, já que ainda não justificou o investimento do clube em cima do seu futebol.
**Fonte JAmazonia

Fahel, ex-Bahia, é o novo contratado do Paysandu



Dessa vez, o segredo foi parcialmente desvendado. Já era esperado que o Paysandu anunciasse uma contratação de repercussão nacional, no entanto, ainda não se sabia quem era o alvo. A informação oficial saiu apenas no final da tarde de ontem. Não se trata de nenhum jogador com status de craque da equipe, porém. A diretoria do Paysandu sacramentou a contratação do volante Fahel. Ele estava sem clube desde quando saiu do Bahia, no final de 2014. O jogador tem 33 anos, foi revelado nas categorias de base do América Mineiro, tendo também passagens por clubes do porte do Botafogo-RJ, Ipatinga-MG, Marítimo de Portugal e Atlético Paranaense. Chegará para um setor que já conta com jogadores experientes, como Augusto Recife, Ricardo Capanema e Radamés, atiçando a concorrência no meio-campo. Também pode ser utilizado como zagueiro, talvez o principal problema bicolor atualmente.
No Bota, Fahel ganhou projeção nacional. Vestindo a camisa alvinegra, o volante atuou em 113 partidas e marcou seis gols, de acordo com levantamentos. A passagem foi encerrada em 2011. Na sequência, Fahel atuou pelo Bahia, permanecendo no tricolor até 2014. Na Bahia, foram 186 jogos e 25 gols, segundo dados levantados e divulgados pelo site do Paysandu. Com relação a títulos, há alguns expressivos no currículo. Fahel se sagrou campeão carioca, da Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca) e da Taça Rio (segundo turno do Carioca), em 2010. Em 2012 e 2014, foi campeão baiano.
Fahel só poderá ser inscrito para jogar o Campeonato Brasileiro da Série B e a Copa do Brasil. Nas suas primeiras palavras, já posando com a camisa alviceleste, Fahel disse que vai acelerar o processo de recuperação física, visando estaràá disposição para encarar o ex-clube. Paysandu e Botafogo se enfrentam um sábado, dia 9 de maio, às 21h, na rodada de abertura da Série B. “Estou muito motivado de estar aqui no Paysandu. Aqui é um clube de massa, com uma torcida fanática, e espero estrear o quanto antes com a camisa do Paysandu”, garantiu o novo jogador do Papão.
O novo volante bicolor realizou exames médicos e físicos, tendo falado apenas com os meios de comunicação do próprio clube. O atleta só será apresentado para a imprensa na próxima segunda-feira (27), no estádio da Curuzu.

Ficha Técnica


  •  Nome: Leandro Fahel Matos
  •  Idade: 33 anos
  •  Local de nascimento: Teófilo Otoni (MG)
  •  Altura: 1,82 m
  •  Pé: Destro
  •  Ex-clubes: América-MG, Botafogo-RJ, Goiás, Atlético-PR, Paços de Ferreira-Portugal, Marítimo-Portugal, Beira Mara-Portugal
**Fonte JAmazonia

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Venda de ingressos começa nesta sexta

Começa hoje a venda dos ingressos para o clássico Remo Paysandu de domingo. Os valores foram definidos apenas ontem. Será cobrando R$ 40,00 por um lugar nas arquibancadas e R$ 80,00 para cada cadeira. A meia-entrada será no valor de R$ 20,00. Inicialmente, chegou a ser anunciado extraoficialmente que seria cobrado R$ 50 e R$ 100 pelas entradas. A venda está prevista para iniciar às 10h30 nas sedes sociais de Remo e Paysandu, e nos estádios de Curuzu e Baenão e da sede da FPF.
A venda de meia-entrada pelo lado bicolor será através de agendamento pela internet. A partir das 10 horas de hoje o cadastro para a compra estará disponível no site do clube. O cadastro deve ser feito pelo próprio estudante, fornecendo o número do RG, CPF e carteira de estudante. Somente o torcedor que realizar o cadastro poderá retirar o bilhete no sábado (25), na Sede Social Bicolor, de 9 horas ao meio-dia. Pelo Remo, a venda será também no sábado, mas nas bilheterias do Baenão.
**Fonte JAmazonia

Atletas do Parauapebas interessam ao Paysandu

O Parauapebas não para de render frutos da bela campanha que realizou no Parazão 2015. Mesmo eliminado nos pênaltis pelo Paysandu na noite da última quarta-feira (24), em jogo válido pela semifinal do segundo turno, a equipe comandada pelo técnico Léo Goiano, até então líder na classificação geral com 22 pontos, serviu para revelar bons talentos que brevemente poderão despontar em outras equipes.
Informações de bastidores dão conta que pelo menos dois jogadores despertaram o interesse do Paysandu após a decisão. O meio-campo Juninho e o volante Gustavo estariam na mira da diretoria para compor o elenco alviceleste na temporada.
O Parauapebas entrou no Campeonato Paraense sem grande pretensões. Com um elenco modesto de apenas 18 jogadores e com uma folha salarial modesta, o Trem de Ferro do sudeste do Pará conseguiu a vaga na Copa Norte 2016. Um feito que nem mesmo os dirigentes e a população do município esperavam conseguir na primeira participação do clube na elite do futebol paraense.
**Fonte Portal DOL

Maia promete reforços nível “Série A”

João Lucas, no entanto, ainda não é a contratação com padrão Série A, cujo estigma foi designado pelo presidente do Paysandu, Alberto Maia, logo após o jogo que terminou com a classificação alviceleste para a final da Taça Estado do Pará. Na última quarta-feira, 22, Maia garantiu a qualidade dos novos contratados. “No final de semana, vocês vão conhecer outros Estamos contratando jogadores de nível de Série A”, assegurou.  No total, seis reforços devem agregar ao grupo atual.
Uma corrente de informações, sem qualquer confirmação oficial, garante que a diretoria alviceleste sondou Cleber Santana, meia com boas passagens por clubes do eixo do sul e sudeste. Há quem garanta que o atleta está contratado, no entanto, também pode ser um balão de ensaio da diretoria bicolor, para desviar o foco real da contratação. Outra provável aquisição bicolor seria o acerto com o Anderson Bartola, cujo estilo de jogo é semelhante ao de Bruno Veiga. 
**Fonte JAmazonia

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Papão anuncia lateral-esquerdo João Lucas, que estava na Penapolense


O Paysandu anunciou, nesta quinta-feira, dia 23, mais um jogador para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. Trata-se do lateral-esquerdo João Lucas, de 23 anos, que disputou o último Paulistão pela Penapolense. O novo reforço bicolor tem passagens pelo Atlético Goianiense e Ponte Preta, Santo André e Linense.
João Lucas já está na capital paraense desde as primeiras horas desta quinta e revelou a ansiedade em vestir a camisa do Paysandu na competição nacional. O jogador é a segunda contratação do clube nos últimos dias. Antes, a diretoria já havia anunciado o zagueiro Gualberto, companheiro do lateral no clube de Penápolis.  

– É uma oportunidade maravilhosa vir jogar no Paysandu. Eu escolhi jogar aqui, e é uma chance muito boa para eu mostrar o meu futebol em um time de massa. O torcedor bicolor pode esperar um jogador bem determinado e focado em ajudar os companheiros. Estou muito feliz de vestir a camisa do Papão – disse o novo reforço bicolor.

A contratação de João Lucas acontece um dia após o diretor de futebol, Roger Aguilera, confirmar que, pelo menos, mais quatro jogadores devem ser apresentados no Paysandu. O dirigente também criticou a postura bicolor na vitória sofrida, nos pênaltis, diante do Parauapebas, que garantiu vaga na final do segundo turno do estadual. 
Ficha técnica: 
Nome: João Lucas Cardoso
Idade: 23 anos
Posição: lateral-esquerdo
Clubes: Arapongas-PR, Patrocinense, Santo André, Marília, Atlético-GO, Ponte Preta e Atlético-GO.

**Fonte GloboEsporte/PA

Veiga está fora da final

Atacante é expulso contra o parauapebas e desfalca o time bicolor no duelo contra o maior rival

O Re x Pa do próximo domingo, 26, vai definir o dono da Taça Estado do Pará e o clube credenciado a fazer a grande final do Campeonato Paraense, contra o Independente de Tucuruí. É inegável o caráter decisivo do confronto, no entanto, uma estrela do Paysandu estará fora. O atacante Bruno Veiga foi expulso infantilmente, já na reta final do segundo tempo, da partida da semifinal diante do Parauapebas. Ele exagerou em uma reclamação, não assinalada, e reclamou acintosamente na direção do assistente Guilherme Camilo Dias. Tinha razão, mas o árbitro não aliviou. Na saída do Mangueirão, Veiga tirou várias fotos com fãs, mas evitou dar entrevista, aparentemente de cabeça quente. O presidente do Paysandu, Alberto Maia, comentou o assunto. “Nada justifica o que ele fez. Um jogador importante para o grupo não podia ter essa atitude”. Veiga vai se aliar ao zagueiro Dão e ao meia Rogerinho, lesionados, e fora do jogo. 
A irregularidade do Paysandu quase colocou um ponto final na esperança de título do Campeonato Paraense. E o treinador do Papão admitiu que a qualidade técnica do time deixou a desejar. “Não foi fácil, tivemos dificuldade, mas acredito que pelo que fizemos nesse segundo turno, merecíamos estar nessa final de turno”, frisou Dado. Sincero, Dado considerou que espera uma evolução dos seus comandados no jogo de domingo, 26, contra o Clube do Remo. “Acho que poderemos chegar melhores”, frisou o técnico, fazendo uma comparação com a partida de ontem. 
**Fonte JAmazonia